Norte Design

Art

Art Déco

No artigo anterior, discutimos os conceitos e influências do movimento artístico “Art Nouveau” na arquitetura e decoração. Hoje, seguindo a evolução artística, analisaremos o seu movimento subsequente: o Art Déco. Mas afinal, o que foi esse movimento?

O Art Déco foi um movimento artístico surgido na França, em 1920, ainda muito carregado de influências do Art nouveau, mas também, incorporado com outras influências artísticas de outros movimentos tais quais o Bauhaus, cubismo e futurismo. Os movimentos florais e o apelo pela natureza do movimento anterior, também está presente nesse, contudo, com influências cubistas.

O Art Déco é uma exaltação as formas, linhas retas, formas geométricas e simetria são as marcas desse tipo de design e arquitetura. Importante ressaltar que este movimento, é dividido em duas fases, marcadas principalmente pela exposição “Art Déco” no Metropolitan Museum de Nova York, que foi um divisor de águas. Até então, a arte se demarcava fortemente em materiais de alto custo como marfim, e após a exposição, o movimento começou a caminhar sob um viés da produção em massa, logo, os materiais usados na produção também precisaram ser repensados nesse sentido. A madeira e o bronze foram buscadas como alternativa, e logo se tornaram grandes expressões do movimento.

Hoje em dia, a influência do art déco encontra-se bastante presente nas tendências de decoração. As marcas de estilo se dão através de cores brilhantes, tons dourados, estampas geométricas, e a forte presença da madeira tanto na composição do ambiente, através de mobílias e objetos, ou nas formas arquitetônicas e estilos, por meio de acabamentos nas paredes e rodapés.

O ideal na hora de incorporar essas peças de estilo dos anos 20 e 30 para dentro da decoração do lar, é dar foco ao design e ao padrão dos objetos. Materiais como bronze, prata, porcelanas e madeiras são a recomendação básica, mas o diferencial é compor o espaço mesclando peças vintages e curvilíneas e mobílias mais retas.